sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Ordenança a pregação e a intercessão

“Ó vós que fazeis menção do Senhor não haja silêncio em vós, nem estejais em silêncio, até que confirme e até que ponha a Jerusalém por louvor na Terra” (Isaías 62.6b,7).
Há crentes que já estão cansados de ouvir sobre o dever de anunciar Jesus. Muitas vezes são exortados a cumprir com a vontade do Pai, mas parece que entra num ouvido e sai pelo outro. Alguns mesmos perderam o ânimo e o prazer de servir a Deus que até testemunhar de Jesus é praticamente impossível. A verdade é que todos precisam do Senhor, pois só Ele preenche o coração e é quem dá Vida Eterna.
No início do capítulo, o profeta Isaías (alguns comentaristas têm sugerido Deus, outros Jesus ou mesmo o profeta, o orador; mas há consenso de que seria o próprio Isaías) declara que não se calará, nem se aquietará por amor a Israel, até que a justiça vinda do Eterno seja feita na Terra, e compara esse grande juízo com uma tocha acesa (v. 1). O desejo de Deus como parte da promessa feita a Abraão é exaltar a nação israelita sobre todos os povos (vv. 2,3 e 12; Ver Gn 12.1-3). Deus ama Israel. Isso está bem patente nas Escrituras Sagradas. O desejo dEle é de abençoá-la poderosamente (v. 11,12). Apesar da desobediência da nação, a caridade de Deus lhes é oferecida (Jo 3.16; Lc 2.14; 1 Pe 3.17). Foi dessa forma que Ele demonstrou seu amor tanto a Israel quanto a humanidade oferecendo em sacrifício seu Filho (Jo 3.36; 14.3; Rm 5.8; 1 Pe 3.18).
Em seguida, Isaías assegura que as nações contemplarão a justiça de Deus em favor de Israel, e convida todos os reis a ver a nação dileta de Jeová sendo afamada por Ele. O Senhor mudará o nome de Israel. Ele chamará de Hefzibá, que significa “prazerosa”; e de Beulá, significando “desposada” (v. 4). Segundo o  Dicionário Bíblico Wycliffe, um novo nome era dado quando existia uma mudança de personalidade ou função de uma pessoa, ou de sua experiência ou circunstância, e também quando a regeneração produz um novo caráter (Is 56.5; 65.15; Ap 3.12; 14.1). A Bíblia registra nomes de pessoas que foram mudados. Por exemplo, Abrão ("pai exaltado") mudou para Abraão ("pai de uma multidão"); Jacó ("enganador" ou "suplantador") se tornou Israel ("o que luta, ou persevera, com Deus"). Naquele Dia, o próprio cristão terá seu nome modificado pelo Senhor (Ap 2.17).
No final da Grande Tribulação, o remanescente em Israel regressará para Deus arrependidos, e passarão a crer em Jesus, o Messias prometido (Mt 23.35-39). Quando Cristo aparecer à Terra junto com os santos no céu, todo olho o verá, e por fim, destruirá os exércitos do Anticristo na batalha do Armagedon. Em seguida, o Senhor implantará seu reino de paz e dominará o mundo diretamente da Palestina. Alguns pensam que, no Milênio, Jesus governará seu reino de paz em países economicamente desenvolvidos, como, por exemplo, os Estados Unidos, França, Alemanha e Reino Unido. A verdade é que, durante os mil anos de reinado do Messias, sua majestade e glória estarão sobre Israel (v. 3), uma nação que hoje visualizamos com pouca expressão neste mundo moderno. Nos últimos dias, muitos povos olharão pra Sião não como uma Assolada ou mesmo como uma Desamparada (v. 4), mas como a esposa de Jeová (v. 5).
Israel rejeitou sua verdadeira missão na terra. Ela seria uma luz para o mundo (Is 43.10,12,15,21; 44.1,8), mas tornou-se escuridão quando aliou-se com povos pagãos, praticando toda sorte de pecados abomináveis a Deus (Is 42.19-22; 43.22-28). Profetas predisseram à dispersão de Israel as várias partes do globo e uma promessa de retorno a sua região de origem. Segundo a vontade permissiva de Deus, atualmente muitas guerras civis têm devastado a região da Palestina, tornando conflitos infindáveis até a Segunda Vinda de Cristo.
O profeta Isaías escreve no versículo seis o seguinte: “Ó Jerusalém! Sobre os teus muros pus guardas, que todo o dia e toda a noite se não calarão” (v. 6a). Deus poria guardas de dia e de noite sobre os muros para não se calarem. A ideia é que os profetas e ministros de Deus eram como guardas com função de avisar sobre a chegada de algum perigo iminente, e que não podiam se calar ou dar-lhe descanso de dia e de noite até que a profecia se cumprisse completamente na total restauração de Jerusalém e de Israel em sua terra (Bíblia de Estudo Dake). Os profetas (e o próprio Isaías) seriam intercessores fiéis que nunca cessariam de orar pelo estabelecimento do reino de Deus na Terra e da glória de Jerusalém (Bíblia de Estudo Pentecostal). Segundo o Comentário Bíblico de Beacon, “o verdadeiro profeta não deve apenas discernir a situação presente e estar consciente e advertir acerca do perigo iminente, mas também deve mediar entre Deus e o povo. Ele deve lembrar Deus das suas promessas e interceder pelo povo.”
Para os cristãos da Igreja atual, a recomendação de Cristo ainda é a mesma para seus discípulos que o seguiam naquela época: “De graça recebestes, de graça dai” (Mt 10.8b). A Igreja não pode se calar, nem ficar em silêncio, permitindo que a pregação esteja presa (2 Tm 2.9,10). Se nem Isaías se calaria, mas continuaria clamando em benefício de Israel, que seria dos cristãos ao viverem neste mundo corrompido! É uma obrigação como testemunhas de um Cristo ressurreto, evangelizar toda criatura até os confins da terra e interceder por essa geração (Mt 28.19,20; Mc 16.15,16; At 1.8; 2 Tm 4.2; 1 Pe 4.10). O mundo inteiro está no maligno (1 Jo 5.19). E para desfazermos as obras do Diabo, Jesus nos concedeu autoridade e poder sobre o mal (Mt 10.1; Lc 9.1; 24.49; At 4.33; 1 Co 4.20).
Estamos vivenciando muitas crises de ordem política, econômica, moral, social e espiritual. Quanto a essa realidade, os cristãos são convocados a trazerem o Reino de Deus a este mundo. Até que Israel seja posta “por louvor na terra” (v. 7), ou seja, sublimada sobre o mundo gentílico nos últimos dias, ainda temos de fazer a obra do Mestre. Nos tempos de Isaías, os ministros de Deus foram ordenados a importuná-lo até que cumprisse as promessas de glorificação de Jerusalém.
Quanto à missão atual da Igreja de Cristo, ela consiste em “evangelizar os pobres, curar os quebrantados do coração, apregoar liberdade aos cativos, dar vista aos cegos, pôr em liberdade os oprimidos e anunciar o Senhor” (Lc 4.18,19, Grifo nosso). Não há tempo a perder, pois como Jesus nos ensinou a comida principal do cristão não é desta vida, mas acima de tudo “(...) fazer a vontade daquele que nos enviou e realizar a sua obra (Jo 4.34, Grifo nosso), e ai da Igreja “(...) Se não anunciar o evangelho” (1 Co 9.16). Todos os que fazem menção do Senhor não podem ficar em silêncio sabendo do que tem de fazer “Portanto, comete pecado a pessoa que sabe fazer o bem e não faz” (Tg 4.17), pois entendem que a Vinda de Cristo se aproxima (1 Ts 2.19; 2 Pe 3.3,4), assim como a futura glorificação de Israel.
Portanto, diante dos acontecimentos previstos para ocorrerem no últimos dias, tem a Igreja de Cristo hoje desempenhado a missão que confiou o Mestre Jesus? O que aconteceu com o “Ide” do Senhor? Será que alguns crentes já perderam o temor de Deus? Ao invés pregarem o evangelho estão calados? E quanto à intercessão dos perdidos?
"Pecando o homem contra o Senhor, quem intercederá por ele?"  1 Sm 2.25 Grifo nosso
"Admoesto-te pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens " 1 Tm 2.1

Em favor da Obra do Mestre,
Aijalon de Sousa Santos

3 comentários:

  1. A paz do Senhor meu irmão.

    Passei por aqui e me tornei seu seguidor, ok?
    Grande abraço.

    Do blog: www.pbteologil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá meu querido irmão, Graça e Paz.
    Parabéns pelo blog uma benção. Aproveitamos a oportunidade para também compartilhar o nosso blog- Mensagem Edificante para alma. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se nos seguirnos.
    Deus lhe abençoe ricamente
    Josiel Dias
    Mensagem Edificante para alma
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  3. A paz do Senhor meu irmão.
    lI SUA POSTAGEM MUITO BOA VIU
    Passei por aqui e me tornei seu seguidor, ok ! visite meus segue-me Grande abraço.
    Do Blog www.arcadeisrael.blogspot.com
    Do blog: www.gracaprofetica.blogspot.com
    Do Blog: www.nossosalvadorjesus.com
    Do Blog www.casadosprofeta.blogspot.com

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget