segunda-feira, 18 de junho de 2012

Nosso Dever Em Relação à Palavra de Deus


“E chamou Moisés a todo o Israel e disse-lhes: Ouve, ó Israel, os estatutos e juízos que hoje vos falo aos ouvidos; e aprendê-lo-eis e guardá-lo-eis, para os cumprir” (Dt 5.1).

O versículo citado apresenta Moisés convocando todo o povo israelita para ouvir os estatutos e juízos do Senhor. Ele exige atenção quando diz: “Ouve Israel”. Ouve e presta atenção, ouve e lembra-te, ouve, para aprender, e guardar, e cumprir. Caso contrário sua audição não teria resultado, ao menos um propósito. Moisés disse que era dever de todos eles aprender, e assim, guardar os ensinamentos no coração para que pudessem cumpri-los à risca. Quando ouvimos a Palavra de Deus, devemos nos predispor a ouvi-la, para que possamos tê-la pronta em nós, em todas as ocasiões, e aquilo que tivermos aprendido, devemos por em prática, pois esta é a finalidade de ouvir e aprender (Mattew Henry, Comentário do Antigo Testamento – Gênesis a Deuteronômio, 2010).
Intensamente escutamos isso nos púlpitos de nossas igrejas. Os líderes estão preocupados com a vida espiritual dos seus membros. Eles querem que suas ovelhas sigam as pisadas do seu pastor, à medida que aquelas se dedicam em praticar seus ensinos. Muitas lições de vida nós aprendemos com as Escrituras Sagradas. E estes ensinamentos devem ser aprendidos, guardados no coração e pô-los em prática em nossa vida diária (Dt 7.11,12; 8.6). Segundo Mattew Henry (2010), não é encher nossas mentes com noções, nem as nossas bocas com conversas, mas retificar e orientar nossos sentimentos e modo de vida.
Em Os 8.12, Deus diz: “Escrevi para eles as grandezas da minha lei; mas isso é para eles como coisa estranha”. Deus havia revelado suas leis e mandamentos aos israelitas, mas eles não quiseram dar atenção. Eles tratavam sua Palavra como coisa estranha. Como ocorre hoje com alguns crentes. Estes raramente leem a Bíblia, vão às reuniões de aprendizado bíblico, e sequer dão valor às leis de Deus, pois obstinadamente estão na prática do pecado (Bíblia de Estudo Pentecostal).
Nos versículos posteriores (v.6-22) vemos os dez mandamentos sendo repetidos por Moisés, embora eles já tivessem sido pronunciados e escritos antes. Isto evidência o fato de que ouvindo uma só vez os mandamentos não há como conservar a Palavra de Deus em nossas mentes pra sempre. Por isso, temos necessidade de ter as mesmas coisas, fequentemente inculcadas em nós. Talvez, para alguns, seja uma chateação repetir a leitura na passagem de João 3.16. Mas, na verdade, que seria de nós se esquecêssemos do grande e ilimitado amor de Deus. Não basta afirmar ter conhecimento do texto bíblico, é preciso voltar a lê-lo novamente e meditá-lo.
Quando não guardamos a Palavra de Deus no coração, os prejuízos de nossa má escolha nos sobrevirão. Um alto preço nós pagaremos quando não dermos atenção as Escrituras. Em Isaías 42.25 está escrito: “Pelo que derramou sobre eles a indignação da sua ira e a força da guerra e lhes pôs labaredas em redor, mas nisso não atentaram; e os queimou, mas não puseram nisso o coração”. Por causa da cegueira e surdez espirituais, o povo de Deus estava sendo espoliado por seus inimigos, e não havia ninguém para livrá-lo (Bíblia de Estudo Pentecostal, v.18-25). Contudo, mesmo assim não puseram nisso o coração. É triste você ver que alguém estando no erro, cega e surda espiritualmente, não dá o mínimo valor à Palavra de Deus. Como disse o salmista “Tu repreendes asperamente os soberbos, amaldiçoados, que se desviam dos teus mandamentos” (Sl 119.21). De sorte que Deus os entrega a mercê da vida, e estes colhem aquilo que semeiam (Gl 6.7,8).
Portanto, caro leitor, nosso dever em relação aos ensinamentos das Escrituras é de sempre buscar ouvi-los, aprendê-los e guardá-los dentro de nós, para cumpri-los em nossa vida diária. Só assim alcançaremos a bênção do Senhor (Dt 7.9-21).

Em Cristo,

      Aijalon de Sousa Santos

Um comentário:

  1. Amigo Aijalon muitas vezes o povo ouve apenas com os ouvidos, a palavra tem o poder de salvar, transformar, curar e transformar, este povo ouvia com os ouvidos apenas logo mais se esqueciam de tudo e voltavam a fazer asneira. A Palavra guardada no coração dá muito fruto. Bom texto. Abraço.
    Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget